Progress 32 ou 64 bits

Este post vai ajudar as pessoas que estão em processo de migração de versão, especialmente para os clientes que estão realizando seus upgrades para o Datasul 11.
A Progress possui nas liberações de seus produtos as versões 32 e 64 bits. Sendo que nossos clientes podem optar por qualquer um deles em suas instalações locais.
A questão é qual a melhor versão a ser utilizada, qual a que tem menos bugs, e melhor performance? Bem aqui vai a recomendação.
Nas máquinas clientes, onde vai rodar o Datasul, não tem muito o que pensar, precisamos usar a versão 32 bits do Progress, porque a de 64 bits não está homologada e liberada para as versões Progress Client e Query.
Para os servidores a sugestão é utilizar o Progress 64 bits, isto porque você terá problemas de compatibilidade com o Java que tb é necessário no Datasul 11, e se vc usar o Progress 32 bits + Java 32 bits, você não conseguirá disponibilizar muita memória para o Jboss trabalhar neste servidor, e ficará limitado nesta questão.
No Progress 64 bits não teremos problema na questão de memória do Jboss, porém surge outro inconveniente, que é a questão do Progress 64 bits não estar liberado para os módulos Cliente, e se vc precisar compilar algum programa no servidor, terá que usar o antigo acesso caracter do Progress. Porém isto pode ser resolvido com uma estação com licença Full de desenvolvedor.
Não se esqueça tb que caso vc tenha um servidor exclusivo para Citrix/Metaframe, este servidor precisará ter a versão Progress 32 bits, pois esta máquina tem a função de emular as estações e utilizar o módulo Progress Client.

Att
Vlamir Ienne

Deixe uma resposta