Passos para migração para o Protheus 11 -ByYou

  1. 1. Preparando a versão atual para migração:

1.1. Prepare uma base teste, efetuando CÓPIA FRIA (todos os serviços parados) E CONSISTENTE (das pastas adequadas e banco de dados) da base de produção.

1.2. Caso sua Base de Dados seja Relacional (utiliza DBACCESS) será necessário rodar o processo de verificação dos registros duplicados. Assistente executado a partir do programa inicial CHECKDUPL, que tem como pré-requisito a atualização do dicionário de dados padrão na pasta SYSTEMLOAD disponível no site http://suporte.totvs.com/download, linha protheus, categoria “Dicionário de dados”.

  1. 2. Instalação do Protheus 11

2.1. Faça a instalação do Protheus 11 como se fosse a primeira instalação, conforme procedimentos existentes do GUIA DE INSTALAÇÃO do Protheus 11.

2.2. Configurar os arquivos appserver.ini (Server) e smartclient.ini (remote);

2.3. Atualizar o binário do sistema (APPSERVER, SMARTCLIENT e SMARTCLIENTACTIVEX);

2.4. Descompactar o conteúdo da pasta ACE_8.00 (Apenas o ACE_8.00) na pasta …bin\Appserver de sua base;

2.5. Aplicar através do aplicativo “DevStudio” todas patches(principalmente a LIB) e update de programas em um repositório padrão disponíveis no site http://suporte.totvs.com/download, linha protheus, categorias:

2.5.1.   Repositório de Objetos

2.5.2.   Update de Programas

2.5.3.   Patch de Programa

2.6. Atualizar o diretório SYSTEMLOAD do sistema com os arquivos sxsbra.zip, hlppor.txt) disponíveis no site http://suporte.totvs.com/download, linha protheus, categorias:

2.6.1.   Dicionário de dados

2.6.2.   Help de Campo/Pergunta

  1. 3. Atualização da Base de Dados.

3.1. Caso a versão em produção seja anterior a versão 10:

3.1.1.   Alterar o conteúdo do parâmetro “STARTPATH” de cada ambiente do arquivo Appserver.ini caso os diretórios do dicionário de dados e da base de dados sejam diferentes do padrão da versão Protheus 8.11 (SYSTEM e DATA respectivamente). Conforme a configuração do parâmetro “STARTPATH” do arquivo Mp8srv.ini (Server) do sistema Protheus 8.11.

3.1.2.   Alterar o nomes dos diretório SYSTEM e DATA do sistema Protheus 11 conforme configuração do item anterior.

3.2. Copiar o conteúdo do diretório SYSTEM (SIGAADV) e DATA (DADOSADV) do sistema Protheus (Versão atual) para seus respectivos diretórios do sistema Protheus 11;

3.3. Copiar o conteúdo da pasta PROFILE do sistema Protheus (Versão atual) para sua respectiva pasta do sistema Protheus 11;

3.4.   Verificar se o espaço disponível no servidor que hospeda a base de dados do sistema Protheus 11 é 3x superior o tamanho da base de dados do sistema Protheus (Versão atual).
3.5. Exclua os arquivos *.DBF/*.CDT da pasta SYSTEMLOAD
3.6. Exclua os arquivos *.IDX da pasta SYSTEMLOAD
3.7. Exclua o arquivo *.TSK da pasta APPSERVER do sistema

3.8. Exclua o arquivo *.LOG do diretório SYSTEM

  1. 4. Executando o compatibilização de migração

4.1. Execute o programa inicial “MP710to110” via SMARTClient.

4.1.1.   NÃO MARQUE a opção corrigir erros automaticamente.

4.1.2.   Marque SOMENTE a opção: erros críticos.

4.1.3.   NÃO marque a opção manter o LOG existente.

ERROS CRÍTICOS

Quando ocorrer erro crítico, o cliente deverá efetuar as devidas correções e em seguida apagar o arquivo onde estão as diretivas de instalação (MPUPD.TSK) localizado no diretório “…\bin\appserver” e executar a rotina MP710TO110 novamente. Não apagando este arquivo a virada continua do ponto onde parou anteriormente.


6 comentários em “Passos para migração para o Protheus 11 -ByYou

  1. Marcelo, Boa Tarde!
    Estou fazendo a migração de uma base com 2 empresas, a empresa 01 beleza, já resolvi todos os erros e na empresa 02 o erro que persiste é :
    “NÃO FOI POSSÍVEL ABRIR O ARQUIVO RDD SX6020.DBF…”. ´Já segui todos os passos acima e tentei de tudo e não sei mais como passar por esse erro.
    Obrigado
    Raphael

  2. Boa noite

    Estou tentando migrar para o 11.

    Se eu executar conforme o manual acima, não consigo pois ocorre a seguinte mensagem “Invalid function call : checkdupl”.

    Baixei o patch de duplicidade e ao tentar aplicar no rpo ocorre mensagem de que usuário não tem permissão.

    Acontece que tanto meu user como o de administrador não tenho acesso. Reconhece nenhum usuário tanto sigacfg, sigamdi ou adv, nada…

    poderia me ajudar ?

    obrigado

    1. Procedimento para Implementação
      O Sistema é atualizado, logo após a aplicação do pacote de atualizações (Patch) desta FNC.
      A implementação desta rotina também está disponível no portal do cliente. Utilize a palavra chave CHECKUNIQUE para encontrá-la na sessão de downloads do sistema Protheus.
      1. Criação do item no menu através da rotina Menu, no Configurador: Menu SIGACFG.xnu Descrição Verificar Integridade Programa CheckDupl Status Habilitado Módulo Configurador Tipo Função Protheus
      Disponibilizado na versão 11, a rotina CheckDupl, já existente nas versões anteriores, a partir da 7.0, que verifica se há registros duplicados nas tabelas do sistema, removendo as duplicidades e mantendo a integridade das tabelas no banco de dados.
      Boletim Técnico
      2 SIGACFG – Rotina CheckDupl – Verifica a Integridade de Registros Duplicados
      Procedimento para Utilização
      1. No Configurador execute a opção Verificar Integridade. O Sistema apresenta a janela de apresentação do Wizard.
      2. Clique em Avançar.
      3. Na tela seguinte, informe onde se encontra o arquivo SX2.UNQ. Todas as tabelas cadastradas no SX2 serão carregadas.
      4. Selecione as tabelas que deseja verificar a duplicidade de registros.
      5. Clique em Finalizar e confirme a mensagem de busca por duplicidade. Este processo pode demorar, aguarde.
      6. Após o término da verificação, o Sistema mostra uma tela com todas as duplicidades encontradas.
      7. Selecione os registros que deverão ser removidos da tabela.
      *Para cada chave duplicada, deve-se deixar apenas uma ocorrência, para que na base, fique sempre um registro válido.
      **Os registros selecionados são removidos da tabela original e copiados para uma tabela com o mesmo nome, como o sufixo _UNQ. Por exemplo: SA1010_UNQ.
      ***A opção Marcar registros pode ser usada para que o Sistema sugira os registros a serem excluídos da base. Porém, nem sempre os critérios adotados pelo Sistema são os mais apropriados para a base em questão. Desta forma, antes de remover os registros, é importante que seja feita uma análise completa dos dados.
      8. Quando todos os registros duplicados, de uma mesma tabela, estiverem selecionados, clique em Eliminar Duplicidades para que eles sejam removidos.
      9. Algumas opções disponíveis podem ser executadas:
      Visualizar: realiza a consulta o registro completo.
      Salvar: grava em um arquivo TXT os registros duplicados.
      Imprimir: gera um relatório com os registros duplicados.
      10. Após o término do processo, é recomendável executar a busca por duplicidades novamente. Se não houverem mais duplicidades, será exibida uma mensagem que nenhum registro duplicado foi encontrado.

  3. Procedimento para Implementação
    O Sistema é atualizado, logo após a aplicação do pacote de atualizações (Patch) desta FNC.
    A implementação desta rotina também está disponível no portal do cliente. Utilize a palavra chave CHECKUNIQUE para encontrá-la na sessão de downloads do sistema Protheus.
    1. Criação do item no menu através da rotina Menu, no Configurador: Menu SIGACFG.xnu Descrição Verificar Integridade Programa CheckDupl Status Habilitado Módulo Configurador Tipo Função Protheus
    Disponibilizado na versão 11, a rotina CheckDupl, já existente nas versões anteriores, a partir da 7.0, que verifica se há registros duplicados nas tabelas do sistema, removendo as duplicidades e mantendo a integridade das tabelas no banco de dados.
    Boletim Técnico
    2 SIGACFG – Rotina CheckDupl – Verifica a Integridade de Registros Duplicados
    Procedimento para Utilização
    1. No Configurador execute a opção Verificar Integridade. O Sistema apresenta a janela de apresentação do Wizard.
    2. Clique em Avançar.
    3. Na tela seguinte, informe onde se encontra o arquivo SX2.UNQ. Todas as tabelas cadastradas no SX2 serão carregadas.
    4. Selecione as tabelas que deseja verificar a duplicidade de registros.
    5. Clique em Finalizar e confirme a mensagem de busca por duplicidade. Este processo pode demorar, aguarde.
    6. Após o término da verificação, o Sistema mostra uma tela com todas as duplicidades encontradas.
    7. Selecione os registros que deverão ser removidos da tabela.
    *Para cada chave duplicada, deve-se deixar apenas uma ocorrência, para que na base, fique sempre um registro válido.
    **Os registros selecionados são removidos da tabela original e copiados para uma tabela com o mesmo nome, como o sufixo _UNQ. Por exemplo: SA1010_UNQ.
    ***A opção Marcar registros pode ser usada para que o Sistema sugira os registros a serem excluídos da base. Porém, nem sempre os critérios adotados pelo Sistema são os mais apropriados para a base em questão. Desta forma, antes de remover os registros, é importante que seja feita uma análise completa dos dados.
    8. Quando todos os registros duplicados, de uma mesma tabela, estiverem selecionados, clique em Eliminar Duplicidades para que eles sejam removidos.
    9. Algumas opções disponíveis podem ser executadas:
    Visualizar: realiza a consulta o registro completo.
    Salvar: grava em um arquivo TXT os registros duplicados.
    Imprimir: gera um relatório com os registros duplicados.
    10. Após o término do processo, é recomendável executar a busca por duplicidades novamente. Se não houverem mais duplicidades, será exibida uma mensagem que nenhum registro duplicado foi encontrado.

Deixe uma resposta