525/Rejeição: CFOP de Importação e Não informado dados da DI:

Rejeição 525: CFOP de Importação sem dados da DI.

CFOP de Importação (inicia por 3) e não informada a tag DI Exceção: a regra não se aplica para os seguintes CFOP:

3.201 – Devolução de venda de produção do estabelecimento.

3.202 – Devolução de venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros.

3.211 – Devolução de venda de produção do estabelecimento sob o regime de drawback.

3.503 – Devolução de mercadoria exportada que tenha sido recebida com fim específico de exportação.

3.553 – Devolução de venda de bem do ativo imobilizado (NT 2010.007).

As informações foram retiradas no Manual do Contribuinte disponível no portal da Nota Fiscal eletrônica versão 5.00.

Procedimentos:

Inclua a Nota de Importação no módulo Compras.

Após gerar o documento acesse o módulo Livros Fiscais e selecione as opções Atualizações / Movimentos / NF Manual de Entrada.

Selecione a Nota de Importação e clique Complemento.

Clique em Importação e inclua os dados na tabela CD5. Deste modo, são geradas as tags de DI.
Para clientes que não utilizam o módulo Controle de Importações (SIGAEIC) o parâmetro MV_EASY não pode estar com o conteúdo S.

Erro: NFEIDE / U_XMLNFESEF

Ao tentar transmitir uma nota fiscal de saída deu o seguinte erro:

THREAD ERROR (Administrator, D9SBGKZ1) 03/06/2014 16:51:00
array out of bounds [0] of [28] on NFEIDE(NFESEFAZ.PRW) 16/05/2014 16:08:55 line : 3662

[TOTVS build: 7.00.121227P-20131106]
Called from U_XMLNFESEF(NFESEFAZ.PRW) 16/05/2014 16:08:55 line : 3618

Solução:

Verificar se o parâmetro MV_SPEDEND e também se o endereço de cobrança do SIGAMAT se está totalmente preenchido. Após isso retransmitir a NF-e.

Erro: UF

Ao transmitir uma nota fiscal eletrônica à SEFAZ dá o seguinte erro:

Erro de schema e ao visualizar o erro: Element ‘{http://www.portalfiscal.inf.br/nfe}UF’

Solução: Verificar o Estado (UF) do cliente;
Verificar o Estado (UF) da transportadora;
e por fim verificar o Estado (UF) da placa do veículo (Tabela DA3);

Problema: Numeração do Pedido de Compras Incorreta

Problema: Numeração das filiais se perdendo e quando tenta corrigir na mão o sistema fala que já existe.
Exemplo: Temos o seguinte cenário.Tenho um grupo de empresas com duas Filiais.
Filial=01 e Filial=02.
Em pedido de compras, Na filial 01 estou na numeração: 0000016 e quando
vou tentar incluir o pedido de
compras de número 000001 para a filial 02, o sistema não deixa eu prosseguir
e diz que o pedido já existe para a filial informada. Porém lá no apsdu só temos
pedido para a filial 01.

Solução:

Na rotina APCFG110 (digitar no cadastro de fórmula no campo fórmula), verificar qual numeração esta incorreta (o número em uso ou proximo número) efetuar a alteração manualmente e informar se o problema persiste.

2º Favor validar o parâmetro abaixo:

Se o SC7 está com o X2_MODO como exclusivo e o MV_PCFILENT for igual a F, o PC também não permite a digitação da filial de entrega (assume a filial corrente) e a numeração do PC vai ser controlada por filial, neste caso o C7_FILENT SERÁ GRAVADO COM A FILIAL CORRENTE;

Já se o SC7 for exclusivo no X2_MODO e o MV_PCFILENT for igual a T, o PC permite a digitação da filial de entrega no cabeçalho e o controle da numeração do PC vai ser por empresa, neste caso o C7_FILENT passará a ser gravado com a filial indicada no cabeçalho do PC.

3º Se o parametro MV_PCFILEN estiver configurado incorreto, a numeracao vai se perder, por isso que deve ser configurado se SC7 compartilhada ou exclusiva, senao ira pular conforme numeracao de cada filial.

Qual o prazo de transmissão da carta de correção eletrônica?

A Nota Técnica 2011.003 determina que o prazo para emissão da Carta de Correção Eletrônica é 30 dias (720 horas) da autorização de uso da NF-e.

De acordo com o Ajuste SINIEF s/nº de 1970, alterado pelo Ajuste 01/2007:

§ 1º-A Fica permitida a utilização de carta de correção, para regularização de erro ocorrido na emissão de documento fiscal, desde que o erro não esteja relacionado com:

I – as variáveis que determinam o valor do imposto tais como: base de cálculo, alíquota, diferença de preço, quantidade, valor da operação ou da prestação;

II – a correção de dados cadastrais que implique mudança do remetente ou do destinatário;

III – a data de emissão ou de saída.
2. Quanto ao conteúdo da carta de correção não há dúvidas: é proibida para correção de valores, identificação de remetente ou destinatário e data de saída.

3. Quanto ao prazo, o redator do Manual do Orientação do Contribuinte estipulou um prazo de 30 dias, que ao nosso ver é incompatível com as regras do Sistema tributário Nacional.

3.1. O prazo tão limitado tem razões apenas sob o ponto de vista de tecnologia e segurança da informação, pois uma NF-e não pode ficar em aberto por longo período sob pena de inviabilizar a segurança das informações e o gerenciamento dos processos de infraestrutura da NF-e.

4. Entendemos que a carta de correção é uma espécie de denúncia espontânea, portanto é assegurado ao contribuinte sanar qualquer irregularidade antes do processo de fiscalização. Em conclusão: seguindo a interpretação do art. 138 combinado como art. 173 do Código Tributário Nacional, o prazo para a emissão da carta de correção é de cinco anos.

4.1. A aplicação desta interpretação sugere duas formas de regularização sujeitas à carta de correção eletrônica:

4.1.1. Se a correção se der em até 30 dias após a emissão da NF-e: utilizar o sistema da SEFAZ;

4.1.2. Se a correção se der após 30 dias após a emissão da NF-e: utilizar sistema interno. Recomenda-se referenciar ou mesmo controlar estas correções no Livro Modelo 6.

5. Para ilustrar nosso entendimento relacionamos um julgado da Justiça Federal equiparando a carta de correção à Denúncia Espontânea:

Fonte: http://www.spednews.com.br/06/2013/a-carta-de-correcao-eletronica-e-o-prazo-de-720-horas-entendimento/#sthash.tiHzhzMV.dpuf

Como corrigir a rejeição 578 – Rejeição A data do evento não pode ser maior que a data do processamento

Como corrigir a rejeição 578 – Rejeição A data do evento não pode ser maior que a data do processamento

Sintoma
A data do evento não pode ser maior que a data do processamento

Solução
Verifique se o estado para onde está sendo transmitida a carta tem horário de verão e fuso horário e informe na rotina de parâmetros da carta de correção.

Após alterar os parâmetros, retransmitir a carta novamente. Se o problema persistir atrase a hora do servidor em 5 minutos e acesse a tabela SPED150 e SPED154 e delete os registros da nota que apresenta a mensagem de Rejeição 578.

Realizado esse procedimento transmita novamente a carta de correção.

Como configurar o painel de Gestão On-line P11?

Como configurar o painel de Gestão On-line P11?

Para configurar o Painel On-Line, será necessário adicionar duas linhas de configurações abaixo do ambiente no arquivo appserver.ini (Panelserver e Panelport), no cadastro de Politicas informar os painéis que os usuários terão acesso e nos usuários habilitar os painéis.

Algumas orientações:
Os usuários terão acesso somente aos painéis definidos no cadastro de Politicas.
PANELSERVER=localhost (Configure o IP ou nome do servidor)
PANELPORT=1234 (A mesma porta da sessão [TCP])
O recomendado é deixar um serviço do Protheus Server dedicado ao Painel.

VERIFICAÇÕES:
1. Verificar se O NOME das chaves Panelserver e Panelport estão corretos (na chave do ambiente no arquivo appserver.ini):
Exemplo:

[Environment]
SourcePath=C:\Protheus 11\Protheus\apo
RootPath=C:\Protheus 11\Protheus\Protheus_Data
StartPath=\system\
.
.
.
PANELSERVER=localhost
PANELPORT=1299

2. Os usuários devem ter mais de um acesso simultâneo.

3. No Configurador, no menu Usuários / Senhas / Política, aba Outros / Painél On-Line, habilite os painéis que os usuários terão acesso

4. No Configurador, no menu Usuários / Senhas / Grupos, entre no grupo Administradores, na aba Painel OnLine, habilite os painéis que os usuários terão acesso

5. No Configurador, no menu Usuários / Senhas / Usuários, entre no usuário, na aba Parametrização / Painel OnLine, e habilite os painéis para o usuário

6. Funcionamento somente via SIGAMDI.